16/09/2008

Nós

Nesse eterno e estranho gira-mundo, as histórias vão sendo escritas por uns e apagadas por outros. O FIM nasceu sem ser FIM, o primeiro nome cogitado era algo que minha turva lembrança julga ser próximo de: "Festival de cinema experimental de Macapá", conversa vai, conversa vem, a idéia começou a empolgar os empolgados e não tardou a sair do Campus Marco Zero da Universidade Federal do Amapá e circular pelos ambientes controversos da cidade.

A equipe foi crescendo, as idéias surgindo, até que alguém deu a boa e velha sugestão:"vamos reunir". Ordem dada, entramos naquele interminável ciclo de reuniões que parece nunca dar em nada. Resultado: surgiu o FIM.

Forjado o nome, o resto foi mais ou menos acontecendo como um dia após o outro. O sentido de FIM, toda a carga simbólica que traz a palavra, foi contaminando as pessoas e suas ideias. A  opção por ser paralelo, marginal, experimental, independente (pelo menos gostaríamos de ser assim) foi algo que não estava muito claro no plano "A", mas acabou sendo o caminho mais viável para a implementação de maneira "pé no chão" da proposta. Ou seja, vivas ao plano "B".

Agora estamos, leitor, em algum dia de novembro de 2004. A idéia inicial era começar a brincadeira em outubro, nada deu certo. Em novembro: nada deu certo, de novo. Eis que depois de idas e vindas, curvas e retas, chegou o natal...

A idéia por si só era idiota: realizar um evento que decididamente não tem nada a ver com a atual simbologia do natal - em dezembro e sem dinheiro. Como é o nome do filme? Surge o Festival de Imagem em Movimento, que foi se metamorfoseando até passar a se denominar Festival Imagem-Movimento.
------
2004, 2015... Alguns anos, muitas histórias, des/construções e escoriações... Mas, não se emocione, isso não é um final feliz. Aliás, me diz uma coisa: o que começa pelo FIM terminará como? 
:: equipe do FIM

Alexandre Brito Pereira
Fotógrafo e cinegrafista é graduado em Comunicação Social pela UFPA onde organizou o cineclube Pró-jeção e dirigiu os curtas: “Urbem” e “Estilhaçadas”. A partir de 2004 inicia o Festival Imagem-Movimento (FIM); em 2005 passa a lecionar Fotografia na Faculdade Seama; também realiza desde 2009 o Colóquio Amapaense de Fotografia e a Exposição fotográfica Olhar Ecológico. A partir de 2010 inicias as ações do Clube de Cinema; 1º Seminário Amapaense de Audiovisual; e a 9ª Semana de Museus como Gerente do Museu da Imagem e do Som. É Tutor da especialização em Ates Visuais no Senac.


Aline Fernandes
Graduada em Publicidade e Propaganda, pós-graduada em Mídia e Assessoria de Comunicação. Trabalhou em agências de publicidade como Produtora Gráfica e de RTV, como também com Atendimento Publicitário. Foi Assistente de Produção em programa de TV, e em Campanhas Publicitárias para o Estado da Paraíba, responsável pela revisão de material gráfico e eletrônico. Atuou também com Planejamento de Ações de Marketing e Produção de Eventos. Colaboradora do FIM desde a 9ª edição.
alinefernandessa@gmail.com

Ana Carolina Almeida Chaves
Graduanda em Licenciatura Plena em Letras (UNIFAP); Trabalhou em emissoras de Rádio e Tv , bem como em Agência de Monitoramento de Mídia. Possui experiência em Assessoria de Comunicação, Produção e Reportagem de Rádio e Televisão. Integrou a equipe de organização e execução do I Seminário Amapaense de Audiovisual. Integra o Núcleo de Comunicação do Festival Imagem-Movimento desde a 8ª edição; Contatos: 9125-8842 / 8124-7120 / carol.chavs@gmail.com; / Twitter: @carol_chaves / facebook.com/carollchaves;

Aog Rocha
No FIM desde a 2° edição, há 09 anos, elaborou o Cartaz da daquela edição no ano de 2004, o Troféu da terceira edição em 2005. Desde então colabora, ministrando oficinas de áudio visual e fotografia pelo interior do estado, e na execução do projeto FIM em Macapá.Atuou como fotografo "still" e "storyboard" no curta "Me dá um abraço" produzido pela equipe fim.
É colaborador voluntário também na mostra “O dia da animação” no estado, e, em 2010 como Professor de artes visuais no SESC Amapá, ministrou uma oficina de áudio visual com menores em situação de risco que teve como resultado final o curta: “Deu a louca no boto rosa”, ministra oficinas de fotografia pelo estado, e atualmente é técnico fotográfico em uma faculdade de Comunicação Social na capital Macapá.

Aryella Carneiro Araújo
Turismóloga, pós graduada em hotelaria, integrante do FIM desde a 8ª edição no núcleo administrativo e coordenação de viagens. Integrante coordenadora do Fotoclube Fotógrafos Anônimos e colaboradora do Dia Internacional da Animação.

Carla  Antunes
Participou do Catita Clube até 2014. É professora de artes e audiovisual da rede pública de ensino do Amapá, faz parte da coordenação do cineclube Clube de Cinema e é colaboradora do Espaço Caos - Arte e Cultura. No geral, é enxerida pro lado de ilustração, fotografia (cinematográfica  e still) e edição. É doida para fazer uma animação um dia. Tem interesse imenso em ações que fortaleçam o papel sócio-educativo transdisciplinar do audiovisual e o misterioso mundo das iniciativas culturais autônomas. Contatos e links:carlaantunesmcp@gmail.comhttps://www.facebook.com/carla.antunes.9469/about,https://www.flickr.com/photos/carlaantunes/ 


Carlos Alberto

Dimas Armando Freitas do Amaral Junior 
Graduando em Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda, membro da equipe de comunicação do Festival Imagem-Movimento (FIM) deste de sua 9° edição. Agente Mobilizador 2015 do projeto Cinema pela Verdade no Amapá. Possui experiência em assessoria de comunicação interna, e produção de audiovisual através da Agência Escola SEAMACOM, e a Superintendência do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão do Amapá (SAMP). Contatos: dmsfrts@hotmail.com. Telefone: (96) 9.8126-5446 / (96) 9.9137-4357.
Jamaile Gurjão 
Graduada em Publicidade e Propaganda, trabalhou com redação publicitária. Aluna do curso de Cinema Digital do Centro Europeu, em Curitiba, participou de diversas modalidades de trabalhos audiovisuais e integrou a produção dos curtas “Samba do Crioulo Doido” e “What's Happened to Me”. Foi roteirista e diretora dos curtas “Última Sessão” e “30s”. Faz parte do Núcleo de Acervo do FIM. Atualmente, é Analista em Comunicação Social.

Kssiddy Weslley Graduando em Letras (UEAP), faz parte da coordenação do Clube de Cinema do FIM, é colaborador do Espaço Caos - Arte e Cultura, já realizou mostras em rede como Cinema pela Verdade.


Lívia Almeida
Graduanda em Comunicação Social, com Habilitação em Jornalismo, membro da coordenação do cineclube Clube de Cinema e da equipe de comunicação do Festival Imagem-Movimento (FIM). Editora do blog ChicoTerra.com. Agente Mobilizadora 2013 Cinema pela Verdade no Amapá. Possui experiência com assessoria de imprensa e comunicação, impresso e web.
Contato: a.livialmeida@gmail.com/8131-8655/9155-2212.

Luan Macêdo
Historiador, Produtor Cultural, Aux.Cenotecnico e Ilustrador. Integrante da coordenação do clube de cinema. Militante cultural e político, Membro efetivo do FIM desde sua 8ª edição, Experiências como motorista, Assistente técnico de som, Câmera, Editor de vídeo, Edição fotográfica, comunicação através de mídias digitais, Almoxarife e realiza Serviços em Geral. Contatos: (96) 98142-6941 vivo/ (96) 98109-5709 tim / lsmacedo.ap@gmail.com / Twitter : @luan_macedo / Facebook: /luan.macedo.ap / Blog: https://www.tumblr.com/blog/luanmcp
Mary Paes
Atua profissionalmente como assessora de comunicação desde 1997 e em 2005 assume a assessoria de Imprensa dos Correios/AP. Em 2008 entra no Grupo Artístico Imagem & CIA e atualmente compõem o Núcleo de Comunicação do FIM. Entre outras ações esteve atuante no Clube de Cinema, Núcleo de Produção do I Seminário Amapaense de Audiovisual, Dia Internacional da Animação, 3º Colóquio de Fotografia, Navegando na Vanguarda e como Organizadora do Sarau de primavera - Primavera dos Museus (2011).


Miquéias Alves
Artista visual e ator nas horas vagas, colaborador na produção dos eventos e ações do Festival, já participou de várias produções de curtas.


Roberto Dias

Trabalha em Ministério Público do Amapá, Coordenador do Clube de Cinema, crítico independente de cinema, criador e mantenedor do blog Cinema e tudo : http://blogcinemaetudo.blogspot.com.br/

Rodrigo Aquiles Santos
Comunicador Social e Pós-graduado em Administração e Marketing, atua no Núcleo de Comunicação. É editor de vídeo e editor gráfico. Autor dos curtas “Cotidiano”, “Reset” e "Palhaceata".aquilesap16@gmail.com

Ronaldo Rony
Escritor, redator publicitário, cartunista, ator e produtor audiovisual. Apresenta e produz o programa independente de TV Zap Zap. Já lançou três livros: Ícaro, Liberdade Ainda que Nunca! (quadrinhos), A Chave da Porta da Poesia (literatura infantil para todas as idades, parceria com Roseli Sousa, poeta de Belém) e Papo Casal (cartuns sobre situações amorosas). Além disso, alguns Fanzines: 'Pai d’Égua!, Humor Sapiens, Gilete no Pulso!, Feliz Natal é o Caralho!, Rob Humilde, Ocrides em Odeio Pizza, Os Coisas, Capitão Açaí, Vertigem e muitos outros.

Thaise Medeiros Nascimento
Atuante do FIM no núcleo de acervo e produção desde 2011. Desde esse mesmo ano, é também colaboradora do Dia Internacional da Animação. Integrante coordenadora do Clube de Cinema. Eleita conselheira de pauta do Teatro das Bacabeiras pelo segmento Audiovisual. Ministrou oficinas de roteiro e documentário, de posicionamento de câmera e interpretação. Produção organizadora do 1º Seminário Amapaense de Audiovisual. Experiências em comunicação social e oficinas de direção e interpretação. Trabalhou nos curtas: “Última Sessão” (atuação e produção); “ Doido” (atuação); “30s” (direção de atores e produção); “Luxúria” (direção geral); “E Tínhamos Água a Vontade” (produção e direção de atores).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...