30/11/2015

04 de dezembro: Mostra Quintessência no Cine Imperator 3D



Dia 04 de dezembro, o Cine Imperator 3D ficará repleto de poesia audiovisual e experimentalismos. A partir de 18h30, acontece a Mostra Quintessência, dedicada a exibição de produções que explorem a transversalidade entre as linguagens artísticas, propondo novos desafios a si mesmos e ao espectador.  Cinema, dança, performance, música, poesia...Novas e desconhecidas linguagens surgem do cruzamento das já existentes, indo além das classificações, movimentando a roda imaginária da imagem-movimento. Confira os filmes exibidos na Mostra Quintessência:

Filme: FRENTE A FRENTE
Diretor: Guilherme Bonini


Filme: RITO DE PASSAGEM
Diretor: Juliette Yu-Ming


Filme: ATOTÔ
Diretor: Bruno Laet


Filme: VISLUMBRES
Diretor: Andre Pyrrho

Filme: ÓNA
Diretor: Coletivo CRUA


Filme: VERDE CHORUME
Diretor: Roberta Bonoldi


Filme: ILHAS HUMANAS
Diretor: Manlio Macchiavello

SERVIÇO:
XII FIM - Mostra Quintessência
Data: 04 de dezembro
Local: Cine Imperator 3D (Av. Feliciano Coelho, 424, Trem.)
Duração: 64’
Horário: 18h30
Classificação: 12 anos
Entrada franca

03 de dezembro: MOSTRA FÔLEGO!



Mostra que carrega o apelo de uma das mais fortes expressões amapaenses. A expressão "Fôlego!" é usada para denotar espanto, surpresa, admiração... E aqui ela dá nome à mostra que é dedicada à produção audiovisual amapaense.  Este ano foram inscritas 18 produções amapaenses, sendo oito selecionadas para compor a Mostra e concorrer ao Prêmio Gengibirra de Audiovisual. 2015 é o primeiro ano que o FIM realiza uma mostra competitiva entre filmes amapaenses, e na ocasião a produção vencedora receberá o Prêmio e mais R$ 1.000,00 de incentivo.
Apesar dos mais de 10 anos de FIM a participação do audiovisual local se mostra ainda muito tímida no Festival.  A intenção é que a seleção e premiação possam estimular os realizadores independentes do estado a mostrarem mais seus trabalhos ao público e, ao mesmo tempo, melhorarem tecnicamente. Aliado a isto, fazer com que o audiovisual amapaense “ocupe” de maneira mais efetiva sua “cadeira cativa” no festival e o assimile como espaço de distribuição para a produção local que além de dar visibilidade oferece ótimas oportunidades para diálogos e trocas de conhecimento.   
O vencedor do Prêmio Gengibirra de Audiovisual será definido pela somatória de cinco votos: voto do público, curadoria do FIM, realizador audiovisual e mestre em Ciência da Arte Nycolas Albuquerque e diretores convidados Camilo Cavalcante e Leonardo Cata Preta. A etapa da votação popular acontece após a Mostra Fôlego!, quando o público presente poderá votar nos filmes concorrentes.
Para não perder o ritmo, o encerramento é com o Relatos de Rua, grupo de rap amapaense formado pelos MC'S Jomar Quaresma, Cleide Queiroz e DJ Rogério, que tem como proposta levar para os palcos a seriedade das letras politizadas e batidas pesadas, informação e palavra de autoestima para jovens em vulnerabilidades social.
O resultado da votação e a entrega do Prêmio acontecem durante a festa de encerramento do XII FIM, dia 06 de dezembro.

Filme: STEREOVITROLA - EXPERIÊNCIAS COM MODELO ANIMAL
Diretor: Daniel Nec
Ano: 2014
Duração: 4’37”
Origem: Macapá - AP
Classificação: Livre
Sinopse: vídeo clipe que trata do reflexo misantropo da passagem cósmica de um ser humano e suas tendências esquizoides a construir uma imagem fragmentada de suas memórias em contraponto a sua estadia não intencional numa floresta equatorial.

Filme: CHURRASCO NA PRAÇA
Diretor: Allan Flexa
Ano: 2015
Duração: 05’42”
Origem: Macapá - AP
Classificação: 16 anos
Sinopse: "Churrasco na Praça" é um vídeo clipe de MC Doido, Cabrero e do cantor Gibson Judah. com a proposta de incentivar os amigos a se reunirem nas praças públicas para fazer um churrasco, acompanhado de um bom vinho e fazer bastante fumaça para se comunicar com nossos sentimentos profundos.

Filme: TURMA, HOJE TEM ARQUEOLOGIA!
Diretor: Iris Moraes
Ano: 2015
Duração: 28’
Origem: Macapá - AP
Classificação: Livre
Sinopse: A arqueologia no Amapá, em meio a um processo de transformação constante das paisagens amazônicas, tem vivenciado novas experiências e estudos. Apesar disso, ainda é um desafio a socialização do conhecimento arqueológico. Nesse ínterim, a comunidade acadêmica, institutos de pesquisas e a sociedade, devem buscar caminhos e um novo olhar acerca da profissão do arqueólogo, do ensino de arqueologia, e dos rumos da pesquisa arqueológica na Amazônia. Este documentário tem como finalidade apresentar os relatos de discentes e pesquisadores sobre o conceitos básicos de arqueologia, possibilidades interdisciplinares de pesquisa, vivências pedagógicas extraclasse, sejam durante vistas a laboratórios ou a sítios arqueológicos em escavação.

Filme: PARANÓIA
Diretor: Rodrigo Santos de Souza
Ano: 2015
Duração: 5’
Origem: Macapá - AP
Classificação: 10 anos
Sinopse: "Minha paranoia não tem nome. Não matei ninguém com a minha fome. Os monstros que eu vejo são reais. O teu gozo na minha boca é o que me faz voraz". Uma poesia de Mary Paes.

Filme: SANTO CAVALEIRO – A FESTA DE SÃO TIAGO DE MAZAGÃO VELHO
Diretor: Gavin Andrews
Ano: 2012
Duração: 44 min
Origem: Mazagão Velho – AP
Classificação: Livre
Sinopse: Em 1769, a população da colônia portuguesa de Mazagão, na costa marroquina do continente Africano, abandonou a cidade fortificada que defendia contra as investidas dos mouros por mais de dois séculos, transferindo-se para a Amazônia Brasileira. Atualmente, a pequena vila de Mazagão Velho no Amapá se mobiliza todo ano no mês de julho para homenagear seu santo maior com tiros, cavalaria e a remontagem da lendária batalha entre mouros e cristãos, no evento considerado a maior manifestação cultural do estado.

Filme: CAFÉ FOTOGRAFIAS
Diretor: Sady Menescal
Ano: 2015
Duração: 2’36”
Origem: Macapá - AP
Classificação: Livre
Sinopse: Clipe "café fotografias" da banda Nume. Trata do amor pela fotografia, da sensibilidade e brincadeira visual que é o ato de fotografar.

Filme: AGORA JÁ FOI
Diretor: Manuela Oliveira
Ano: 2015
Duração: 19’
Origem: Macapá - AP
Classificação: 12 anos
Sinopse: “Agora já foi” é um curta-metragem espírita produzido em linguagem jovem que aborda o suicídio e aborto. Ana, uma adolescente, vivencia uma gravidez inesperada junto com seu namorado Eduardo. A trama se desenrola entre o conflito de interromper a vida, através do aborto, ou a permissão em receber o filho concretizando sua reencarnação para a vitória do dom mais precioso, a vida!

Filme: ENCANTES - Histórias de Laranjal do Maracá
Diretor: Cassandra Oliveira
Ano: 2015
Duração: 20’
Origem: Macapá - AP
Classificação: Livre
Sinopse: Seu Raimundão guarda as memórias do trabalho que fez nas cavernas, transportando urnas que tinham a “estatura de um cristão”.  Sabá lembra que quando era criança via muitas “tigelas” na mata, mas não sabia o valor que aquilo tinha. Dona Santinha fala do dono do “Buração” e dos encantados de um lugar “misurento”. Enquanto estes personagens contam suas histórias, memórias e lendas, a vida da comunidade de Laranjal do Maracá, no sul do Amapá, segue mesclando a relação material com as cavernas do entorno da comunidade, que ainda guardam objetos arqueológicos, e a reprodução simbólica dos seres encantados que habitam estes lugares sagrados.

Horário: 21h45
Atração musical: RELATOS DE RUA
SERVIÇO:
XII FIM - Mostra Fôlego!
Dia: 03 de dezembro
Horário: 19h40
Duração: 125’
Local: CDC Azevedo Picanço
Classificação: 16 anos






03 de dezembro: MOSTRA MEMORABILIA



No dicionário, memorabilia é descrito como “fatos ou objetos, dignos de serem rememorados, que se guardam na lembrança ou como lembrança”Os documentários, independente do tema, tendem a somar para a memória coletiva, enquanto registro dos mais variados aspectos da vida, preservando momentos, pontos de vista, realidades, personalidades, acontecimentos... A Memorabilia traz um rico recorte da produção audiovisual documental brasileira, com trabalhos inscritos no FIM 2015.
A sessão acontece dia 03 de dezembro, no Centro de Difusão Cultural Azevedo Picanço, a partir das 18h. Entre os temas abordados, destaque para questões como as disputas de terra com grileiros no Pará, a imigração haitiana para o Brasil, preservação de memória cultural, assim como documentários metalinguísticos com profissionais de cinema, entre outros. Uma sessão crítica e enriquecedora ao revelar nuances de um Brasil plural.

Filme: PACHA DRON
Diretor: Tabata Franco
Ano: 2014
Duração: 02’17”
Origem: São Paulo - SP
Classificação: Livre
Sinopse: Existe destino, mas existem também as nossas vontades. Pacha Dron, "o caminho da vida" no dialeto cigano.

Filme: ABELARDO
Diretor: Ane Siderman
Ano: 2012
Duração: 15’
Origem: Porto Alegre - RS
Classificação: Livre
Sinopse: Abelardo é um documentário sobre José Antônio da Silva Ballestero, projecionista há 53 anos nos cinemas da fronteira oeste do Rio Grande do Sul. José Antônio aprendeu o ofício com o pai, Abelardo, que o incentivou a trabalhar na cabine de projeção desde cedo. A história conta a trajetória de um homem simples, mostrando sua visão pura e apaixonada pelo cinema. Os filmes, as lembranças e opiniões se revelam em uma linguagem espontânea e divertida. Abelardo cativa pela forma sincera e simpática do personagem, é um belo relato sobre a difícil profissão de projecionista.

Filme: PEDRA QUE SAMBA
Diretor: Camila Agustini & Roman Lechapelier
Ano: 2015
Duração: 11’
Origem: Rio de Janeiro - RJ
Classificação: Livre
Sinopse: Ensaio sobre a roda de samba que acontece toda semana na Pedra do Sal. Um passeio pelo Circuito da Herança Africana na região do antigo porto do Rio de Janeiro. Uma voz de uma escrava evoca o passado. Construções são demolidas. A cidade não se cansa de se reinventar. Ficam as pessoas. E o samba.

Filme: O HAITI É AQUI
Diretor: Luzo Vinícius Pedroso Reis
Ano: 2014
Duração: 20'
Origem: Cuiabá - MT
Classificação: Livre
Sinopse: Estima-se que desde 2012 o Brasil tenha recebido cerca de 40 mil migrantes haitianos. Destes, 2 mil vieram para a cidade de Cuiabá-MT. O Documentário “O Haiti é Aqui” traz um pouco da realidade destes migrantes na cidade brasileira revelando as dificuldades que vem enfrentando, a expectativa que tinham ao sair do Haiti e como, apesar de tudo, o Brasil continua sendo a esperança de construírem um futuro melhor para eles e para seu país de origem.

Filme: AMEAÇADOS
Diretor: Júlia Mariano
Ano: 2014
Duração: 22’
Origem: PA
Classificação: 14 anos
Sinopse: No Brasil profundo, onde lei e justiça dependem de nome e sobrenome, a luta por um pedaço de terra vira uma questão de vida ou morte. “Ameaçados” mostra pequenos agricultores do sul e sudeste do Pará que lutam por um pedaço de terra para plantar e viver.

Filme: PIOVE, IL FILM DI PIO
Diretor: Thiago Brandimarte Mendonça
Ano: 2012
Duração: 15’
Origem: São Paulo - SP
Classificação: Livre
Sinopse: “Piove” não é um retrato do cineasta esquecido Pio Zamuner. É o estabelecimento de uma relação entre dois diretores e a explicitação de suas regras. O retrato de uma paixão compartilhada por duas gerações em um botequim da Boca. Mas quem dirige quem?

Filme: ÂMBITO DE LIBERDADE
Diretor: Pedro Barbosa & Mariana Martins
Ano: 2013
Duração: 01'46"
Origem: São Paulo - SP
Classificação: Livre
Sinopse: As lições de um professor a encorajar seus alunos de desenho acabam por transcender seu próprio exemplo de superação. Mais que simplesmente o desenho, ele ensina que, na realidade, o medo é combatido com a liberdade.
SERVIÇO:
Data: 03 de dezembro
Local: Centro de Difusão Cultural João Batista de Azevedo Picanço
Horário: 18h
Classificação: 14 anos
Entrada franca

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...