30/03/2012

Projeto FIM Fazendo Escola continua no Infraereo II

Os alunos lotaram o auditório da escola para ver os vídeos
produzidos durante a oficina
O Festival Imagem-Movimento continua colhendo frutos de sua 8ª edição, realizada em novembro e dezembro de 2011. O Projeto FIM Fazendo Escola realizou promoveu oficinas de vídeo para alunos de três escolas da rede estadual. Os vídeos resultantes foram editados e agora a Escola Estadual Antônio Ferreira Lima Neto, no Infraero II, cuja a oficina foi ministrada pelos instrutores Emília Garçon e Rodrigo Aquiles, recebeu a segunda fase do projeto:  os vídeos das oficinas finalizados e a doação de um kit cineclube com quase cem filmes que compõem o acero vivo do FIM.

Emília Garçon (instrutora), Weslei Souza (aluno da oficina) e
Alexandre Brito, do Núcleo de Formação e Difusão do FIM
 No último dia 23, o auditório lotado da escola recebeu o lançamento dos dois filmes produzidos pelos alunos nas oficinas. Depois do lançamento, os jovens produtores receberam certificados do FIM e conversaram com o público a respeito do bastidores das gravações e puderam também tirar algumas dúvidas do público.

Os estudantes experimentaram novos olhares e perspectivas, discutiram como os recursos audiovisuais são utilizados nas escolas, mostraram do seu jeito, com seu olhar, o que eles viam no seu dia-a-dia escolar e, é claro, deixaram a imaginação correr. Resumindo: fizeram um documentário sobre “Tribos escolares” e uma ficção brincando com o futuro de cada um “Olha só...”.

Professor Hedson falando um pouco da
experiência de trabalhar com o
audiovisual em sala de aula
O FIM encerra um ciclo e inicia outro. O cineclube da escola Lima Neto, que é desdobramento direto do projeto FIM Fazendo Escola, está previsto para estrear dia 21 de abril às 16h. Toda a Zona Norte de Macapá está convidada a conhecer este espaço de cultura e lazer proporcionado por esta instituição de ensino que vai cumprindo seu papel de aproximar a comunidade da escola e os alunos do conhecimento. Parabéns a direção da escola que deu todo o suporte ao projeto e ao professor Heldson Picanço por dar voz (e imagem) aos seus alunos através das ferramentas audiovisuais.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...