12/08/2015

Mostra do Filme Livre + Clube de Cinema: Sessão Curtas Premiados


Desde sua sexta edição , em 2007, a Mostra do Filme Livre realiza sessões em parcerias com Cineclubes de todo o Brasil, através da ação Cineclubes Livres.
E pelo segundo ano, o Clube de Cinema foi selecionado para compor a rede nacional da ação, exibindo filmes livres de diferentes formatos, anos, durações realizados em diferentes estados brasileiros que estão disponíveis para os Cineclubes participantes.
Em Macapá, exibiremos uma seleção dos curtas premiados pela curadoria da 14ª Mostra do Filme Livre - MFL# 2015!

SESSÃO CURTAS PREMIADOS

Pequeno objeto A (Daniel Abib, 2014, 15min, RJ): Em algum lugar do passado uma bomba atômica explode e o mundo fica reduzido a cinzas. Shiro Ishio é um cientista que ajudou a desenvolver a bomba e agora tenta entender as suas consequências: uma estranha anomalia e uma misteriosa menina.

Vailamideus (Ticiana Augusto Lima, 2014, 8min, CE): Festa em família.

Time gap (Cláudia Cárdenas & Rafael Schlichting, 2014, 11min, SC): Atraso, intervalo, espaço. O que o espaço contém de tempo na duração do instantâneo da imagem? Como retratar o tempo retirando-lhe o caráter documental que a imagem sempre produz? A imagem num cinema contemporâneo, não referencial, não é imitação das coisas, mas um intervalo produzido de forma a exibir a natureza mesma da linguagem cinematográfica ao falar sobre o tempo cinema. Time Gap aborda o nascimento da imagem, retomando o negativo fílmico como pele de inscrição para expor e tentar exaurir suas possibilidades de esgarçamento através da tecnologia digital. O filme foi realizado em Detroit, berço da indústria automobilística, cidade ícone do capitalismo americano e que hoje se encontra em profunda decadência.

E (Alexandre Wahrhaftig, Helena Ungaretti & Miguel Antunes Ramo, 2013, 17min, SP): Estacionamento. Es-ta-cio-na-men-to. Do latim, statio. Ficar de pé, ficar parado.

De profundis (Isabela Cribari, 2014, 21min, PE): E hoje, tem o quê? Nada! Lá o povo amanhecia e ia pra sua ilha. E aqui? Nada! Da riqueza fomos pra pobreza. A gente não cria nada. Achava que aquilo não ia acontecer não. Foi difícil pra todo mundo. Tanto chorava o grande, como chorava o pequeno. Rezando e chorando. Eu vi minha família definhar. Aos pouquinhos, roubaram a gana, a vida. Ela cortou os pulsos. Ela, veneno. Uma colega muito pra frente, 15 Diazepam, aí inchou. Ela, remédio. Ela pulou da torre. Duas vezes. Um amigo: veneno. Após veneno, simplesmente colocou a corda no pescoço e, e, e... Não tem explicação. Cheguei a tomar. 12 envelopes. Cada comprimido 850g. Continuo tomando. Quatro anos. Viciada. Não consigo. Minha irmã tomou, melhora uma, outra adoece. Já é, comigo, o quarto na família. Vamos voltar pra trás para a água levar nós também. Dormir. Morrer.

Vistos em volta (Thiago Zamprogno, 2014, 10min, RJ): Câmera segue uma mulher percorrendo uma série de planos da existência e acaba se confundindo com seu principal objeto de atenção.

Classificação indicativa da sessão: 14 anos
Duração total da sessão: 82 minutos

Cineclubes Livres:  Sessão Curtas Premiados
Onde: Espaço Caos- arte e cultura
Horário: 19h
Entrada franca

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...