09/09/2015

Clube de Cinema apresenta DOGVILLE.



Ano: 2003
Direção: Lars Von Trier
País: Dinamarca/Suécia/Inglaterra/França/Alemanha/Holanda/Noruega/Finlândia
Duração: 178 min

Tema do dia: A mulher no filme Dogville e a figura feminina na cultura cinematográfica.

Com foco na exteriorização de uma figura feminina, Dogville (2003) trata de uma mulher em um meio desconhecido. Fugindo da crueldade da cidade e de sua família mafiosa, Grace encontra refúgio e esconderijo na pequena cidade de Dogville, após relatar sua história e convencer o filósofo e escritor do povoado à ajuda-la. Os moradores aceitam acolher Grace com as seguintes condições: ela deve ajudar por algumas horas todas as famílias (bem poucas) da vila durante o dia, recebendo em troca abrigo e comida. Até que todos se familiarizem com a presença dela.
A partir dai, não adianta cobrar de Dogville sutileza, nem tampouco cobrar ponderação. É manipulador e direto. Acompanha uma certa tendência do cinema internacional - um cinema agressivo e manipulador do mal-estar de sua plateia. Sua agressividade não poupa os personagens, mas deixa caminhos para os espectadores. Personagens, não custa lembrar, não existem na vida real. Dogville é uma fábula sinistra. 
Serviço: Clube de Cinema apresenta Dogville
Onde: Espaço Caos – Arte e Cultura
Horário: 19h
Entrada franca.
Classificação: 16

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...