14/01/2013

Festival Imagem-Movimento ganha prêmio da AFAP na categoria audiovisual

A cultura do Amapá está em festa. Na última sexta feira, 11/01, o Governo do Estado do Amapá (GEA), a Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e a Agência de Fomento do Amapá (AFAP) lançaram uma linha de crédito que beneficia o produtor cultural amapaense com empréstimos a juros zero de até R$ 15.000,00. A oficialização desta linha de crédito específica para o produtor cultural aconteceu em cerimônia no Teatro das Bacabeiras, com presença de vários agentes e grupos culturais do estado. A iniciativa consolida os princípios de gestão cultural adotados pelo atual governo, entre eles está a visão de cultura como espaço também de trocas comerciais, de geração de emprego, renda e não apenas como entretenimento.

Parte da galera do FIM no palco do Teatro das Bacabeiras após
receber o Troféu AFAP
Durante a cerimônia de assinatura dos documentos que efetivam a formalização desta operação bancária, foram premiadas iniciativas culturais que se destacam na cena cultural amapaense por seu empreendedorismo e pelas transformações sociais que conseguiram produzir ao longo de sua existência. Na categoria audiovisual o Festival Imagem-Movimento recebeu o troféu AFAP por sua trajetória de estímulo ao ensino, a produção e a difusão do cinema no Amapá.

Essa premiação soma-se a outras já conquistadas pelo FIM em seus quase 10 anos de atividades: a de semifinalista do Prêmio Cultura Viva como uma das mais relevantes iniciativas culturais da área de comunicação e cultura do país e o ingresso do Festival na lista de eventos de cinema que fazem parte do Circuito Consolidado, composto por festivais que acontecem há 10 edições consecutivas.

Arte do troféu que premiou o
FIM no segmento Audiovisual
A relevância desta conquista mostra que o segmento do audiovisual no Amapá vem progressivamente amadurecendo. Junto com FIM, existem vários outros grupos e realizadores independentes que vêm tornando a produção de cinema e vídeo no Amapá melhor tanto no que diz respeito a quantidade quanto a qualidade.

Nosso trabalho junto ao audiovisual amazônico continuará. 2013 será um ano de muitos desafios, nossa 10ª edição se aproxima e nossa equipe está ralando muito para que seja um momento de festa sim, mas também de muito debate, aprendizado e troca de conhecimento entre todos que interagem para que nosso festival seja possível. Somos uma janela, somos um fim.

Um comentário:

  1. GOSTARIA DE SABER COMO O GRUPO DE JOVENS ARTISTAS CINEMATOGRÁFICOS DE SANTANA PODE ENTRAR NESTE LINHA DE CRÉDITO PARA PRODUÇÃO DA SERIE SANTANENSE A SAGA DOS ZERINHOS?

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...