30/12/2008

8doismileoitoinfinitos8

Por que infinito? É antes de tudo uma brincadeira com o oito que se cansou e deitou ao lado dos zeros a sua esquerda, lembra as rodas da bicicleta e do projetor que uma hora ou outra param, mas enquanto rodarem repouzarão no infinito caminho da imagemovimento, assim é o Fim - que já tem essa personalidade própria de roda, uma quase autoexistência.
Ou melhor dizendo, foi. Fico devendo as fotos por hora. Esse fim foi, como costumamos dizer, a cosolidação do trabalho do ano que, de maneira mágica, se materializou nas mostras dos dias 15 e 16 no sesc Araxá (grande parceiro).
Infelizmente sentimos uma queda nas produções locais, na verdade foi mais uma manutenção de um ritmo razoavel de produções, mas muito felizes com as obras realizadas coletivamente nas oficinas do univercinema e com aqueles vídeos que chegaram em cima do evento pra rodar pela primeira vez (isso é típico do pessoal do mukifo).
Quanto ao espaço não há o que reclamar, teve aquela chuva que rolou no inicio do primeiro dia, direcionando todo o público pra sala 2 (ambiente fechado). O Sesc e a Michele foram essencias para que esse ano o fim assumisse uma estrutura logística de prima... Tela Inflável e a sala charles chaplin não deram trabalho o que nos permitiu focar na programação e colocar os filmes que ninguém espera ver a não ser no fim.
Muito vídeo louco chegou, o que nós fez optar pela primeira vez em fazer mostras simultâneas, especialmente o DIA da animção que fez sua segunda mostra no fim a primeira foi 28 de outubro na unifap. Dentre as dificuldades o atrazo pra sair e esse blog e o site novo que ainda não tá rolando, mas tem o bom e velho imagemovimento no ar com muita coisa.
Pra esse ano sinto que vamos nos relacionar melhor com a net, uma vez que o blog é definitivo, o novo site tá em contrução e já não meis um bicho de sete cabeças botar videos on-line (aguardem).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...