28/11/2016

Festival de audiovisual amapaense realiza sua 13ª edição




Pouca gente sabe, mas o Amapá é a casa de um dos festivais de cinema mais antigos da Região Norte do país: trata-se do Festival Imagem-Movimento (FIM), que esse ano realizará sua 13ª edição, a despeito das infindáveis barreiras que se colocam diante dos realizadores audiovisuais e produtores culturais do extremo norte do país
A mística que envolve o número 13, temido por uns e reverenciado por outros, está entranhada na edição deste ano do festival, que elegeu como mote para sua identidade visual e para compor sua programação a frase “Olhos que não calam”. De acordo com Jami Gurjão, uma das organizadoras do evento, “ao escolher esse tema nós buscamos evidenciar que o audiovisual continua sendo uma linguagem eficaz de contestação e de expressão de diversos segmentos sociais que historicamente são silenciados em outras plataformas. Isso é bastante claro para nós quando percebemos o teor das quase 90 produções que foram inscritas no festival esse ano”, explicou.
Parte desses filmes, selecionados pela curadoria, serão exibidos em sete mostras que acontecerão em quatro lugares: Fortaleza de São José de Macapá, Espaço Caos Arte e Cultura, Centro de Difusão Cultural Azevedo Picanço e Cine Imperator 3D do Villa Nova Shopping. Será uma semana de intensa programação audiovisual de todos os gêneros, para todos os gostos e sotaques.
Ao contrário do que tradicionalmente acontece, este ano a “Mostra da Muralha” irá iniciar a programação do festival. Tida por muitos cineastas que já passaram pelo evento como uma das sessões de cinema a céu aberto mais bonitas do Brasil, a mostra conta com seleção de filmes de classificação livre, uma oportunidade para reunir os amigos e família e aproveitar a sessão nas muralhas da maior fortificação construída pelos portugueses na América do Sul.
Outro destaque da programação é a “Mostra Fôlego!”, que reúne as produções audiovisuais de realizadores amapaenses que disputam entre si a segunda edição do “Prêmio Gengibirra de Audiovisual”. Este ano, não haverá premiação em dinheiro, tendo em vista que o festival é um evento independente e este ano não contar com patrocinador direto para a premiação. A escolha da produção destaque do Amapá será feita por júri composto por três convidados do festival e mais o voto do júri popular presente à mostra.
O 13º FIM contará com dois convidados que, além de exibirem alguns de seus trabalhos também terão momentos de interação com o público, através de rodas de conversa. Um deles é o paraense Leonardo Augusto, diretor do curta “Encantada do Brega” e da web série musical “Sampleados”, ambos serão exibidos logo após a “Mostra Fôlego!”, seguidos de conversas com o convidado.
Outra presença importante nesta edição do FIM é a da realizadora fluminense Yasmim Thayná, roteirista e diretora do média-metragem “Kbela” e criadora da plataforma online Afroflix, que disponibiliza conteúdos audiovisuais escritos, produzidos, dirigidos ou protagonizados por pessoas negras. Sete títulos que compõe o catálogo da plataforma comporão a mostra “Afroflix”, com curadoria de Yasmin, seguida de um bate-papo com a realizadora.
A diversa programação do festival encerrará com uma festa no Espaço Caos - Arte e Cultura na qual o público conhecerá o vencedor do “Prêmio Gengibirra de Audiovisual” ao som do repertório das bandas amapaenses Godivas, Perfume Barato, Nova Ordem, Pinducos e O Sósia celebrando o término de mais uma edição do FIM.

Confira a programação completa do 13º FIM:
Mostra Muralha
Dia: 4 de dezembro
Local: muralha da Fortaleza de São José
Horário: 19h
Classificação: Livre
Aberto ao público

Mostra Miscelânea
Dia: 5 de dezembro
Local: Espaço Caos – arte e cultura (Av. Procópio Rola, 1572. Centro)
Horário: 19h
Classificação: 16 anos
Entrada franca

Mostra Fôlego
+ votação popular do prêmio Gengibirra de Audiovisual
+ bate papo com o realizador Leonardo Augusto (PA)
Dia: 6 de dezembro
Local: Centro de Difusão Cultural João Batista de Azevedo Picanço (Av. FAB, 86, Centro)
Horário: 18h30
Classificação: livre
Entrada franca

Mostra Apocalipse
Dia: 7 de dezembro
Local: Centro de Difusão Cultural João Batista de Azevedo Picanço (Av. FAB, 86, Centro)
Horário: 18h30
Classificação: 16 anos
Entrada franca

Mostra Quintessência
Dia: 7 de dezembro
Local: Centro de Difusão Cultural João Batista de Azevedo Picanço (Av. FAB, 86, Centro)
Horário: 19h30
Classificação: 18 anos
Entrada franca

Mostra Memorabilia
Dia: 8 de dezembro
Local: Cine Imperator (Villa Nova Shopping)
Horário: 18h30
Classificação: 14 anos
Entrada franca

Mostra Afroflix
+ bate papo com a realizadora Yasmin Thayná (RJ)
Dia: 9 de dezembro
Local: Cine Imperator (Villa Nova Shopping)
Horário: 19h
Classificação: 16 anos
Entrada franca

Encerramento
+ Entrega do Prêmio Gengibirra de Audiovisual
Dia: 10 de dezembro
Local: Espaço Caos – Arte e Cultura (Avenida Procópio Rola, 1572. Centro)
Horário: 19h
Entrada: R$ 10
Atrações: Godivas// Perfume Barato// Nova Ordem// Pinducos// O Sósia
Evento para maiores de 18 anos


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...