28/11/2011

8 º FIM traz cineasta Aluizio Guimarães para ministrar o curso “Ator no Cinema”

Cineasta paraibano Aluizio Guimarães ministrou hoje o curso “Ator no Cinema: adaptação e ação cênica da energia do teatro a pseudo-inércia cinematográfica, uma possibilidade de imersão a arte da representação”, para atores e entusiastas. Com início nesta segunda-feira (28), no Teatro Porão do SESC-AP, das 14h às 18h e encerra no sábado, dia 3 de dezembro.

“Ator no Cinema” faz parte da programação do Festival Imagem-Movimento (FIM), direcionado a atores que queiram aprimorar suas técnicas e direcioná-las para atuação no cinema, vídeo e TV. No ano passado o convidado foi o diretor Camilo Cavalcante, após 1 ano o FIM chegou e trouxe na bagagem a presença de Aluizio, diretor do curta Borra de Café, item especial da lista de filmes na mostra do festival – sua exibição será no Clube de Cinema do MIS na quarta-feira, 30.

Aluizio se utiliza de princípios corporais e principalmente intelectuais, para estimular o ator como um ser pensante. “Vou conduzir na ânsia e necessidades deles e nas minhas possibilidades de resolução. Trazendo a proposta de levar o ator do teatro para o cinema, tentando mostrar através de exercícios que atuar no teatro é de um jeito e no cinema é outro, mas que ele pode transitar nas duas áreas. Até porque o trabalho do ator é mais intelectual do que físico”, explicou.

O ator Elder de Paula, do Coletivo de Artistas Produtores e Técnicos em Teatro do Amapá (CAPTTA), expressa a impressão que teve a respeito do seu primeiro dia no curso. “Muito interessante a visão do diretor Aluizio, a sua concepção do cinema é muito esclarecedora. Porque vem quebrando os paradigmas, pois nos mostra que o ator do teatro pode trabalhar no cinema, vídeo e TV”, concluiu.

Um comentário:

  1. Eu admito que torço o nariz pra está coisa de atuar pra câmeras, não tenho paciência pra repetir cena 3000 vezes. Mas quando ele falou que o ator é ator sempre, não importa onde atue, por que o que conta é o intelecto e o domínio sobre o corpo. Falou a minha língua, atuar... É minha vida.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...