10/11/2011

Luz, câmera, ação!


Hoje, a rotina da equipe do FIM – Festival Imagem-Movimento teve um dia corrido. Dia de filmagem é assim mesmo: cabo pra cá, câmera pra lá, refletores, tripés e roteiros dividindo espaço com entrevistados e atores tomados de improviso.
 
Pela manhã e por parte da tarde, instrutores, professores e alunos das escolas Mário Quirino e Antônio Ferreira Lima Neto puderam vivenciar o gostinho de ver e ajudar na realização de uma obra audiovisual. Seja no set de filmagens dos documentários ou na ficção, todo mundo está afinado e canalizando esforços para que o vídeo da garotada saia da melhor maneira possível.

Dona Selma Miranda, assessora pedagógica do Mário Quirino  falando de sua paixão em fazer parte da escola

Óbvio que alguns problemas aconteceram, normal. Todo set de filmagens atrai, por motivos inexplicáveis, a necessidade de improvisos: é uma cena que não saiu exatamente como o planejado, uma entrevista cujo áudio poderia ter ficado melhor. Mas é isso! A garotada também aprende solucionar problemas, essa é a filosofia. Para amanhã restam algumas cenas para serem filmadas e a finalização de tudo com a edição!
 
Instrutores do FIM (a esquerda), duas das promissoras cineastas da oficia e a Diretora da Escola, Cleide Rodrigues, logo após conceder entrevista sobre os desafios de gerir a escola

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...