11/11/2011

A volta ao infinito


Ao longo dessas suas oito edições, o FIM sempre inventa um “mote”. Esse mote seria o que os publicitários chamam de slogan. É uma frase que nos motiva e que nos ajuda a pensar nas programações, nas artes, na cara do festival como um todo. O “mote” desse ano é “A volta ao infinito”. Em 2008, portanto na 5ª edição, a frase da vez era “Qual o melhor caminho” e a resposta era: “infinito”, em função do “8”, de 2008, ter sido colocado deitado. Agora o ano não tem o número “8”, mas eis que chegamos a 8ª edição e o “oito” já pode descansar outra vez.

Cartaz-labirinto da 7ª edição em dezembro de 2008

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...